A DEMOCRACIA MORRE NA ESCURIDÃO

Wilson Neves: de denunciante de corrupção à defensor ferrenho do prefeito Isaú Fonseca

Compartilhar:

Quem assistiu as programações de 2021 de Wilson Neves de Oliveira, em seu programa “Fala Rondônia”, jamais poderia imaginar que o mesmo apresentador que denunciou escândalos de corrupção na ordem de 37 milhões de reais, passaria de crítico à defensor ferrenho da administração de Isaú Fonseca.

No dia 07 de junho de 2021, logo no início da gestão do prefeito Isaú Fonseca, houve a deflagração da ‘operação Colapso’, capitaneada pela Policia Civil,  que evitou que a prefeitura causasse um rombo de R$ 37 milhões na saúde pública de Ji-Paraná.

Em seu programa na RedeTV, o apresentador Wilson Neves fez duras críticas à administração, dizendo ser “vexatório e vergonhoso nessa altura do campeonato, justamente nesse período de enfrentamento a covid-19, a policia trazer à tona juntamente com o Tribunal de Contas, gestor tentando desviar recursos que seriam utilizados justamente para dar suporte às famílias“.

Wilson Neves disse ainda que “{…} o contrato foi assinado com o aval da própria procuradoria do município, o que deixa claro que o prefeito tinha conhecimento de todos os atos que estavam sendo praticados em sua gestão”.

“Essa é apenas a ponta do iceberg de muitas coisas que poderão vir à tona”, completou o apresentador.

Esse mesmo apresentador, que outrora expunha as mazelas da gestão de Isaú Fonseca, foi contratado pelo prefeito em março deste ano para ser seu Coordenador de Comunicação Social, virando uma espécie de “Pitbull do prefeito”, partindo para cima daqueles que ousam fazer aquilo que ele fazia: denunciar as sujeiras do poder. 

Na última sexta-feira (30), durante uma fiscalização dos vereadores Rosana Pereira (Sem Partido) e Brunno Carvalho (Solidariedade) no Hospital Municipal, para averiguar a existência de supostas irregularidades na compra de telhas, Wilson Neves não deixou de marcar presença. Estava lá, atendendo a um possível pedido de Isaú Fonseca, para pressionar os vereadores, conforme mostra o vídeo abaixo. 

Por entre a população do município de Ji-Paraná, há várias teorias para a “guinada” dada por Wilson Neves. Uns dizem que é o poder, outros dizem que é o dinheiro. Outros dizem que é o poder e o dinheiro. O fato é que o apresentador que outrora ficará embasbacado com o escândalo milionário de corrupção em 2021, está entregue em 2022 aos potenciais infratores da lei que foram protagonistas de tal escândalo e de muitos outros.  

Além do salário pomposo como Coordenador de Comunicação, que está na faixa de $9,1 mil, Wilson Neves se apoderou da coisa pública, utilizando até mesmo o carro da prefeitura para fins pessoais.

Em inúmeras ocasiões, Neves já foi flagrado com o carro da prefeitura na Igreja Batista Nacional Vida Abundante, na t-16, entre a rua Maringá e Curitiba.

Um leitor do portal enviou algumas fotos que foram tiradas do carro da prefeitura utilizado por Neves. Veja abaixo. 

Salário alto e bem público ao seu dispor, seria esse o motivo de sua mudança repentina? haveria algo mais? há algum acordo obscuro que Wilson Neves tenha feito com o prefeito para se doar em prol da administração? São perguntas legítimas que são levantadas pela população.

O fato é que, Wilson Neves, sem corar, vira as costas para seu juramento prestado na profissão de jornalismo, no qual disse prometer “no exercício da profissão de jornalista, assumir meu compromisso com a verdade e com a informação e empenhar todos os meus atos e palavras, meus esforços e meus conhecimentos para a construção de uma nação consciente de sua história e de sua capacidade”.

Tempos sombrios.

3.5 2 votes
Classificação da Notícia
Assinar
Notificar quando>
guest
2 Comentários
Mais antigo
Recentes Mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
Wilmar Kowalski
Wilmar Kowalski
9 meses atrás

Grasa a Deus

Wilmar Kowalski
Wilmar Kowalski
9 meses atrás

Melhor coisa que fez

NOTÍCIAS RELACIONADAS...

2
0
Que tal fazer um comentário sobre essa Notícia!x